Tratamento

Anatomia clínica

É a base de todo o tratamento. O estudo aprofundado anatômico permite criar diferentes probabilidades e correlações estruturais que pode ser a causa dos sintomas do paciente. Por isso em diversas ocasiões o tratamento não é realizado somente no local da sintomatologia, mas sim, a partir do raciocínio de inter-relação estrutural, a intervenção é feita na causa do problema e não na consequência dolorosa, por exemplo.

Precisamos compreender que apesar da anatomia seguir um padrão, possui uma adaptação particular aos problemas (disfunções), por isso a avaliação e o tratamento não deve seguir um protocolo e sim deve ser realizado respeitando a particularidade do problema de cada indivíduo. Com o avanço da ciência, tem-se corroborado esta ideia, por isso o diagnóstico não deve se basear somente nos exames por imagem e sim em uma boa avaliação clínica.

Esse conhecimento, permitiu que eu conseguisse integrar diversas técnicas e convergir em uma forma metodológica de tratamento própria. Apesar da metodologia de tratamento diversificada, elas “se conversam” com um objetivo comum, devolver de forma eficaz o equilíbrio estrutural, melhora dos sintomas e da qualidade de vida de cada paciente.

Descreverei a seguir algumas destas técnicas de tratamento que eu realizo nos pacientes (clique nos ítens abaixo ou no menu ao lado:

Share This